O Globo – O bonequinho aplaudiu de pé

Publicado em 02/09/2015

O documentário ‘Cativas – presas pelo coração’ arrebatou a classificação máxima na crítica de Mário Abbade para o jornal O Globo/Rio Show, colocando o tradicional bonequinho para aplaudir de pé:

Uma relação em cadeia

 Mulheres que se apaixonam por bandidos: um assunto polêmico. Assassinos notórios como Francisco de Assis Pereira (o maníaco do parque), Francisco da Costa Rocha (Chico Picadinho) e João Acácio Pereira da Costa (o Bandido da Luz Vermelha), entre outros, ganharam admiradoras. No caso de Francisco Pereira, ele chegou a se casar com uma mulher pós-graduada em História. O jornalista e roteirista Gilmar Rodrigues, que pesquisou o assunto por quatro anos e publicou o livro “Loucas de amor — Mulheres que amam serial killers e criminosos sexuais”, afirma que são geralmente são mulheres que se encaixam em alguma destas características: relacionamentos pouco afetivos, vítimas de abandono, falta de atenção dos pais, baixa autoestima e amor exercido de maneira romântica e infantilizada.

 O belo documentário minimalista “Cativas — Presas pelo coração”, de Joana Nin, não busca entender os motivos, mas, sim, ilustrar esse amor em estado puro, esboçando o sentimento e a relação entre inocência e culpa — que se completam e se atraem. 

Inspirada em seu curta “Visita íntima”, sobre o mesmo universo e vencedor do Festival É Tudo Verdade de 2006, Joana buscou esmiuçar o campo emocional que escolheu como tema. Ela acompanhou o cotidiano de sete mulheres. Durante essa jornada humana, descobriu que estão tão isoladas e prisioneiras quanto seus amados na penitenciária. Para elas, a plenitude e a liberdade só se realizam atrás das grades e dos muros. Contrastando cenas duras com planos poéticos de extremo significado, Joana sai do formato meramente informativo e propõe uma reflexão mais condescendente sobre o tema, sem tomar partido e deixando o espectador chegar às suas próprias conclusões. E parafraseia o provérbio “o amor é um passarinho que não aceita gaiola”. Ao final, fica difícil não se sensibilizar com a canção “Impossível acreditar que perdi você”, de Márcio Greyck. 

Fonte: O Globo/Rio Show

 Bonequinho aplaude de pé

Arquivos

Sambaqui Cultural participa do AFM

Publicado em 22/10/2017

O Globo – O bonequinho aplaudiu de pé

Publicado em 02/09/2015

Cativas estreia no Cine Belas Artes em SP

Publicado em 02/09/2015

Cativas estreia em Palmas – TO

Publicado em 29/08/2015

Workshop em SP: Tribeca Film Institute

Publicado em 11/09/2014

DocMontevideo seleciona dois projetos

Publicado em 19/08/2014

Cativas participa do IDFA em Amsterdã

Publicado em 15/11/2013

À Luz do Dia selecionado para o Recine

Publicado em 15/11/2013

Menção Honrosa do Júri no Festival do Rio

Publicado em 15/11/2013

Sessão de gala iluminada no Odeon

Publicado em 30/09/2013